Massas frescas | Massa simples

Ganhando espaço a cada dia nos pratos dos brasileiros as massas frescas vêm como uma opção mais saudável e interessante diante a seu sabor mais acentuado em comparação as massas secas, destacando-se entre as denominadas “comfort foods” como são chamadas as refeições feitas em casa, com calma e com a escolha de ingredientes feita com esmero pelo cozinheiro; características as quais entram em contraste direto com as relacionadas ao modelo de alimentação que parece ser um dos principais meios atuais, os conhecidos “fast-foods”, comidas de fácil preparo e acesso que são industrializadas.

massa fresca_massa seca

Em meio a essa concorrência e dúvida, entre comer bem ou comer com agilidade, os alimentos saudáveis parecem estar conquistando seu espaço e o mercado de ingredientes voltados ao preparo de massa fresca também. Possibilitando uma variedade de receitas e sabores, preparar uma massa em casa permite ao sujeito à escolha dos ingredientes de sua preferência, optando frente a suas necessidades particulares correspondentes a nutrientes, sabor, tempo de preparo e investimento financeiro.

A massa fresca, assim como aquela obtida no supermercado, não precisa ser consumida na hora e, se bem embalada, pode durar cerca de um mês no congelador ou até dois dias na geladeira. Seu preparo não precisa visar o mais requintado dos pratos ou o mais complicado de ser feito, uma vez que o preparo de uma massa simples combinado a um molho adequado certamente já torna a refeição muito mais saborosa.

A massa fresca simples leva, em geral, cerca de três principais ingredientes, sendo estes: farinha, água e ovos; os quais são gentilmente misturados na primeira etapa do preparo, na qual se deve coloca-los em um recipiente e formar um buraco ao meio da farinha, onde são adicionados os outros ingredientes.

Algumas receitas aconselham a adicionar sêmola que é um produto extraído do grão do trigo e que permite a massa se tornar mais lisa e elástica, utilizando-a em conjunto com a farinha de trigo, 50% de cada um diante o que a receita indicar para a medida de farinha.

A utilização dos ovos, por vezes, não aparece nas receitas, pois apenas os outros ingredientes são o suficiente para o preparo de uma boa receita. Entretanto, a adição do ovo é interessante considerando que fornece uma estrutura melhor à massa, possibilitando que seja sovada de modo mais fácil e, além disso, aqueles que preferem essa versão descrevem que adicionar este ingrediente extra na mistura permite um sabor mais acentuado à massa e melhor aderência do molho a ela, tornando-a superior ao paladar.

Frente ao momento da sova, observamos que em produção de grande escala, como em restaurantes que oferecem massa fresca, sua realização é feita através de uma batedeira profissional voltada a essa função. Contudo, a possibilidade de as pessoas terem um apetrecho deste em casa é baixíssima. Neste caso, o que será usado para obter uma massa no ponto ideal são a força e habilidades de sova do cozinheiro.

Sovar a massa inicia-se no processo de enfarinhamento de uma superfície lisa como uma bancada, uma mesa ou um tampo de mármore, onde não exista o risco de que o conteúdo grude em extremidades ou ondulações. É importante atentar-se também a quantia de farinha desprendida neste ponto, a qual pode ser posta aos poucos conforme necessário, dado que se usada pouco a massa pode grudar na superfície e se usada demais o conteúdo pode aderir à farinha e acabar por ficar mais pesada do que deveria.

Uma vez que a massa esteja devidamente sovada, abre-se a massa, utilizando um cilindro próprio para tanto ou um rolo de macarrão. A espessura ideal deve ser fina, mas não o suficiente para que pareça quase transparente. É interessante buscar alcançar um resultado próximo às quais se compram em supermercados, e então se dá o momento de cortá-la conforme a receita que será preparada.

Concluindo essas etapas, o ponto final e mais importante de manter-se atento é o cozimento. Diferente das massas secas, que em geral cozinham entre cinco e oito minutos, as frescas apresentam um tempo inferior entre três e cinco minutos, portanto, é importante atentar-se a esse processo, retirando o conteúdo da água assim que a massa estiver al dente, evitando que cozinhe mais que o necessário.

Além do preparo da própria massa, pode-se dispensar a atenção ao preparo de algum molho, rápido e simples, que enobreça o sabor da massa caseira, como, por exemplo, o tradicional molho pomodoro, que consiste basicamente em refogar um alho, uma cebola e alguns tomates em azeite, adicionando em seguida uma xicara de molho de tomate, deixando os ingredientes cozinhem por cerca de uma hora.

Ainda que o preparo e os ingredientes utilizados sejam comparavelmente simples a uma série de outras refeições, o gosto certamente será inigualável, devido às possibilidades de escolha dos ingredientes e do preparo especial que é dispensado ao prato.

0/5 (0 Reviews)
2018-11-06T18:15:02+00:00